Porque as mães erram e isso é um alívio

May 7, 2017

A todas as Mães, em especial à minha.

 

Há um momento nas nossas vidas que descobrimos que as nossas mães (e os pais) não são perfeitas e não têm sempre razão.

Há um momento em que nos apercebemos que elas também falham e erram. E esse momento deve ser adiado? Precisamos de ser educados por super mães, super mulheres para crescermos felizes?

Falharei se não for sempre exemplar com o(s) meus filho(s)? O que acontece se ele perceber que eu também erro?

Eu digo-lhe: Será um alívio. Para a vida. Porque as pessoas, de carne e osso, vão errar, nalgum momento ou nalguns momentos da vida. E um filho é uma pessoa. Que errará.

Por isso é um alívio sermos pequenos, olharmos para uma mãe segura, tranquila, protectora, optimista e ponderada e vê-la errar. De seguida, observar que fica triste, frustrada, respira fundo e pede desculpa. Porque errou e errar faz parte de sermos gente. E que vida tão injusta e stressante seria uma vida em que nunca nos ensinaram a SABER errar. Claro que antes disso, termos mães que nos ensinam a tentar evitar os erros, a pensar como podemos agir correctamente, mas sabendo que, por vezes, não os conseguiremos evitar e é preciso enfrentá-los. E aí, vamos lembrar-nos, que as nossas mães, mesmo esforçadas por não errar, por vezes erravam. Paravam, respiravam e olhavam-nos, tristes mas tranquilas, pedindo desculpa. E essa memória, agora, quando nós próprios erramos, é um alívio.

Feliz dia das mães.

 

 "Mãe e Filho" de Gustav Klimt

Fonte: http://www.paisefilhos.com.br/pais/galeria-mae-e-filho-gustav-klimt/

 

Please reload

Posts Em Destaque

Carta de um adolescente em confinamento

April 27, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

  • Facebook - Black Circle
  • Google+ - Black Circle