Tem muita coisa entalada na garganta?

November 10, 2014

 

Já basta tudo o que fica "entalado" e que tem mesmo de ficar. No trabalho, com os colegas ,com os chefes, com aquele cliente menos simpático e que nos põe em causa e ao nosso esforço. Já basta os "entalanços" fora de casa...

 

É importante dizer, não deixar "entalado" na garganta.  Exprimir em casa o que cada um sente. Não deixar de dizer. Não deixar de conversar sobre o que se passou. Mas nem sempre é fácil.

 

Porque os filhos não vão perceber, porque vai dar novamente em discussão, porque está demasiado arrependido para lhe pedir desculpa por ter gritado consigo. Porque expressar emoções ainda é difícil. Porque raramente conseguem estar juntos. 

Mas não deixe "entalado", porque um dia, em vez de conseguirem falar, só vão gritar e culpar-se e embirrar com tudo. 

E se tiverem formas alternativas de se expressarem? 

Aqui fica uma ideia da Psicóloga dos Miúdos para as famílias.

 

Arranjem um quadro de ardósia e giz, um bloco com um íman para pôr no frigorífico ou um conjunto de folhas e uma caneta. Qualquer que seja a opção, o importante é estar num local frequentado por todos os elementos da família, como a cozinha.


Sempre que se lembrem, de manhã ou à noite deixem mensagens uns para os outros.  Uma estratégia que promove relações familiares mais saudáveis, que nos permite explicar o que às vezes não conseguimos explicar verbalmente, que permite “falar” sem que nos interrompam, que nos permite agradecer ou pedir desculpa depois de um dia mau.

 


Quantas vezes já escreveram uns aos outros? 

 

Rita Castanheira Alves

Please reload

Posts Em Destaque

Carta de um adolescente em confinamento

April 27, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

  • Facebook - Black Circle
  • Google+ - Black Circle